quarta-feira, 30 de junho de 2010

PORRADÃO DE 20 com William da Rocinha

Líder comunitário, reconhecido como um dos grandes responsáveis pela pacificação da Rocinha, famoso como DJ, com seu toque mágico operando as pick-ups, William de Oliveira já passou pela prisão, viu de perto a sombra da morte, conduzido pelas armadilhas das drogas. Hoje, deu a volta por cima e usa sua experiência para melhorar a vida das pessoas. É fã do presidente Lula e quer ser deputado estadual pelo Rio de Janeiro. Não perca esta entrevista com histórias da vida real que mais parecem um roteiro de cinema. Com vocês, WILLIAM DA ROCINHA.

Confira a entrevista do articular no site do Celso Athayde: http://www.celsoathayde.com.br/2010/in.php?id=porradao/porradao_william_rocinha

segunda-feira, 28 de junho de 2010

quinta-feira, 24 de junho de 2010

“Filhos da Lua” fogem do sol e do preconceito

Dr. Roberto Biscaro

Pesquisas realizadas nos Estados Unidos e na Europa apontam que uma em cada 17 mil pessoas nasce com albinismo. O problema se caracteriza por uma falha genética na produção de melanina, que provoca a ausência de pigmentação na pele. Há ainda, o albinismo ocular, que prejudica a visão e deixa os olhos sensíveis à radiação solar.

Devido à falta de proteção natural contra os efeitos do sol, os albinos costumam sair para as ruas no período noturno. Por conta desse hábito, são conhecidos como “Filhos da Lua”. Em entrevista à Radioagência NP, o professor universitário Roberto Biscaro, portador de albinismo, revela como superou o preconceito.

Editor do blog Albino Incoerente, que utiliza as ferramentas da internet para combater o preconceito, o professor fala da ausência de políticas públicas voltadas para o combate ao câncer de pele. Faz ainda relatos da violência na Tanzânia, onde há uma crença de que o consumo da carne de albinos atrai sorte e riqueza.

Radioagência NP: Roberto, você é professor universitário, com doutorado pela Universidade de São Paulo. Como encontrou motivação para estudar?

Roberto Biscaro: Eu teria de sair de qualquer forma. Para comprar pão ou para ir ao supermercado. As pessoas iriam me insultar de qualquer forma. Foi aí que decidi sair para fazer outras coisas. Enfim, eu acredito que um dos fatores dessa superação foi o fato de eu ter me tocado de que não adiantava ficar quietinho aqui em casa chorando.

RNP: É mais difícil enfrentar o preconceito durante a infância?

RB: Eu, particularmente, passei por esse processo. Como a gente não tem pigmentação, recebemos apelidos como “Gasparzinho”, “vovô”. Ouvir isso quando você é criança e adolescente, tem efeitos devastadores. É uma época em que a gente está desenvolvendo a auto-estima e aprendendo a se relacionar com o mundo. É especialmente complicado.

RNP: Fora do Brasil os albinos também são tratados com preconceito ou violência?

RB: Em certas partes da Tanzânia e do Burundi, na África, existe uma superstição. Se as pessoas usarem parte do corpo de albinos para fazer porção mágica, elas terão dinheiro e sucesso. Então, os albinos tem sido sistematicamente mortos. São histórias escabrosas de decepação de partes do corpo e de crianças que são mortas diante da família.

RNP: As organizações de defesa dos direitos humanos já se mobilizaram para tentar conter isso?

RB: A ONU e a Comunidade Europeia já foram alertadas. Já existem ativistas lá para tentar amenizar a situação, mas o problema principal é econômico. Como as pessoas não tem dinheiro e, por outro lado, há quem possui para comprar partes do corpo de albinos por milhares de dólares, acaba criando um comércio.

RNP: Quais os cuidados mais comuns em relação à saúde dos albinos?

RB: A gente precisa usar protetor solar todos os dias, mesmo quando não saímos de casa. É preciso reaplicar a cada três horas. O fator de proteção do filtro solar deve ser de 30 para cima. Imagine o preço que fica isso? Quando a gente consegue encontrar em oferta, varia em torno de R$ 30.

RNP: Como as pessoas de baixa renda fazem para ter acesso a esses produtos?

RB: A resposta é simples. Cruel, mas simples: elas desenvolvem câncer de pele. Isso é um dado alarmante. Acaba saindo bem mais caro para os cofres públicos por uma questão lógica. Se a pessoa não usou protetor solar porque não tem dinheiro para comprar, quando desenvolve o câncer de pele, ela vai procurar atendimento público. Não é apenas a dor e o desconforto do tratamento, mas também o custo que isso representa para os cofres públicos. O ideal seria se estado bancasse a distribuição de protetor solar.

RNP: Existe algum projeto de política pública voltada para os albinos, no sentido da prevenção de câncer de pele?

RB: Em agosto de 2009 entrou em tramitação na Assembleia Legislativa um projeto do deputado Carlos Gianazzi (PSOL), que prevê a distribuição de protetor solar e óculos aos albinos residentes no estado de São Paulo. Rio de Janeiro, Minas Gerais e Mato Grosso também têm projetos semelhantes.

RNP: No Brasil existem movimentos organizados formados por albinos?

RB: Até agora, o único estado do Brasil onde os albinos estão organizados é na Bahia. Isso há uns dez anos. Em virtude dessa organização, já desfrutam de protetor solar gratuito, desde 2006, e outros benefícios.

Para obter mais informações sobre o albinismo, acesse o site www.albinoincoerente.blogspot.com

De São Paulo, da Radioagência NP, Jorge Américo.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

COPA DA PAZ 2010, e os campeões foram....










1ª lugar - VILA FUNDÃO, arrematou 8 mil reais
2ª lugar - PORTUGUESINHA DO PARAISÓPOLIS, arrematou 3 mil reais
3ª lugar - VIDA LOKA DO JD. FELICIDADE, arrematou 1 mil reais.

Cerca de 3 mil pessoas estavam "coladas na grade" para conferir as disputadíssimas partidas que aconteceram no campo do Palmeirinha no Paraisópolis no último sábado.
Agradecimentos especiais:
- comunidade do Paraisópolis
- organização da Copa da Paz (rapaziada do Palmeirinha e Vila Fundão)
- arbitragem
- Zé Maria, o padrinho do campeonato, responsável pelos pontapés iniciais das partidas, além de entrega dos troféus
- às torcidas organizadas que mantiveram a disciplina durante a Copa e colaboraram para deixar a festa mais bonita
- e a todos que de alguma forma somaram para trazer mais brilho para o futebol de várzea.

Prêmios de R$ 13 mil - Edital Prêmio Cultura Hip Hop - Inscreva-se agora! Último Mês!‏

Inscreva-se respondendo as perguntas do Edital e mandando pelos Correios.

Todo mundo pode participar, oficinas, projetos e artistas.

Se vc é artista, faz rap, é DJ, pratica dança de rua ou faz graffiti, o Prêmio tem duas, das cinco categorias, que se encaixam no seu perfil. Inscreva-se e concorra aos 13 mil reais.

Preencha e mande pelo correio nesse endereço: Instituto Empreender – SCS QD 01 Bloco nº 28 Edifício JK Sala 23 - CEP 70 306-900 - Brasília – DF

Você também pode se inscrever pela internet clicando aqui. Ou participando das oficinas regionais clicando aqui.

Para saber tudo sobre o Prêmio acesse o site www.premiohiphop.org.br

A primeira categoria é a Reconhecimento; destinada a honrar personalidades ou coletivos importantes para o desenvolvimento da cultura Hip Hop no país, ao longo do tempo.

Nessa categoria o artista ou grupo tem que ser indicado por alguém pela sua contribuição pra o movimento, sendo premiado por região. Por exemplo, importantes nomes para o desenvolvimento do Hip Hop podem ser indicados, como é o caso, de rappers como Racionais, GOG, ou MVBill. Grafiteiros como OS Gêmeos ou Binho e Djs como Cia ou DJ Hum. Também poderão ser indicados dançarinos e crews como Nelson Triunfo e Back Spin. Esses são só alguns exemplos, qualquer grupo ou artista de qualquer região pode ser indicado.

A outra categoria é a Conexões, que premiará iniciativas que promovam o intercâmbio com outras formas artísticas afins à cultura Hip Hop, em particular as expressões culturais afro descendentes, criando novas associações, incorporações estéticas e políticas, para além dos quatro elementos consagrados.

Esse é o caso de grupos como ZÁfrica Brasil que tem forte apelo cultural em suas letras. Grafiteiros como Speto que faz arte dialogando com a Xilogravura. Crews de dançarinos como Discípulos do Ritmo que mistura conceitos as danças do Hip Hop ou DJs como KL Jay que organiza festas e campeonatos. Esse são só, exemplos e as possibilidades são infinitas.

O Prêmio foi criado para conhecer a sua iniciativa que contribui para fortalecimento do hip hop na sua cidade. Então participe! Indique ! Fortaleça o hip hop!

Ao todo são 5 categorias que englobam projetos, midias, artistas, grupos, projetos, oficinas que utilizam o hip hop.

Conheça todas as Categorias

Reconhecimento: destinada a honrar personalidades ou coletivos importantes para o desenvolvimento da cultura Hip Hop no país, ao longo do tempo. - 10 prêmios, sendo dois para cada macrorregião do país.
Escola de Rua: voltada para iniciativas que, por meio dos elementos do Hip Hop, desenvolvam ações sócio-educativas, seja a partir de pedagogias tradicionais ou inovadoras. - 27 prêmios, um para cada Estado da Federação.
Correria: iniciativas que incidem sobre a geração de renda ou que criem oportunidades de trabalho para os envolvidos, tais como a criação de eventos e a confecção de produtos, dentre outras. - 27 prêmios, um para cada Estado da Federação.
Conhecimento: iniciativas que fomentem a realização de encontros, seminários e debates, ou a produção de estratégias para a difusão do Hip Hop. - 35 prêmios, sete para cada macrorregião do país.
Conexões: iniciativas que promovam o intercâmbio com outras formas artísticas afins à cultura Hip Hop, em particular as expressões culturais afrodescendentes, criando novas associações, incorporações estéticas e políticas, para além dos quatro elementos consagrados (Break, MC, DJ e Graffiti). - 35 prêmios, sete para cada macrorregião do país.

Prêmio para quem desenvolveu o Hip Hop no Brasil e sistema de dúvidas online

Categoria Reconhecimento valoriza quem construiu a cultura e SID/MinC cria sistema para tirar dúvidas sobre a inscrição no Prêmio Cultura Hip Hop

Inscrições para o Edital ficam abertas até 12 de julho

A Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural (SID/MinC) criou um sistema FAQ (Frequently Asked Questions) para esclarecer as principais dúvidas dos interessados em participar do Prêmio Cultura Hip Hop 2010 – Edição Preto Ghóez. O Edital, cujas inscrições estarão abertas até o dia 12 de julho e é o primeiro realizado pelo Ministério da Cultura voltado para esse segmento cultural, premiará ações e experiências culturais que têm como objetivo o fortalecimento da cultura Hip Hop em todo o Brasil.

O Prêmio Cultura Hip Hop 2010 – Edição Preto Ghóez é uma realização das Secretarias da Identidade e da Diversidade Cultural (SID) e de Cidadania Cultural (SCC) do Ministério da Cultura, em parceria com o instituto Empreender e com a Ação Educativa. O concurso distribuirá R$ 1,7 milhão em prêmios contemplando 135 iniciativas de pessoas físicas, instituições e grupos informais nas seguintes categorias: Reconhecimento, Escola de Rua, Correria, Conhecimento (5º elemento) e Conexões.

Além do sistema de perguntas e respostas (FAQ) que auxiliará o processo de inscrição, os interessados poderão conferir no site da SID (www.cultura.gov.br/sid) uma série de matérias sobre as categorias a serem premiadas. Nesta edição, será abordada a categoria Reconhecimento que tem como objetivo premiar as personalidades que impulsionaram a história do movimento Hip Hop no Brasil.

As categorias

Reconhecimento: Os 10 prêmios (dois para cada macrorregião do país) para esta categoria serão destinados às personalidades, ou grupos, que desenvolveram ações importantes para o desenvolvimento da cultura Hip Hop. As inscrições, para essa categoria, poderão ser feitas por pessoas que conhecem alguma personalidade importante para o movimento e queira indicá-la para receber a premiação.

O Hip Hop surgiu no Brasil nas décadas de 70/80 reunindo os quatro segmentos centrais da arte: oBreaking (dança de rua), o Graffiti (artes plásticas), o MC (mestre de cerimônias, ou, rapper), e o DJ(Disck Joquei). Mas outras expressões como o Beat Box (músico que faz o som dos instrumentos com a boca) e até os esportes como o skate e, principalmente o basquete de rua, se incorporaram nessa cultura de rua.

O Prêmio Cultura Hip Hop 2010, pretende, com esta categoria reconhecer a importância dos precursores do movimento cultural no Brasil. Algumas pessoas, como o próprio homenageado Preto Ghóez (que será um dos premiados com a categoria Reconhecimento) trabalharam para que o Hip Hop fosse reconhecido como movimento cultural.

Além de Preto Ghóez, que fundou o Movimento Hip Hop Organizado Brasileiro (MHHOB), também se destacaram personalidades como Nelson Triunfo que no início dos anos 70 dançava soul nas ruas de São Paulo, os rappers MV Bill e Gog, as bandas como os Racionais MC’s e os grafiteiros Os Gêmeos ajudaram na projeção nacional do movimento cultural.

O Hip Hop não se limita as periferias das capitais brasileiras. Ele já chegou à zona rural e até nas aldeias indígenas. O grupo musical Brô MC’s da etnia Guarani Kaiowá, de Dourados/MS, gravaram seu primeiro CD, que já foi divulgado na rede de TV musical MTV, depois que os jovens, membros do grupo, participaram de uma oficina de Rap realizada em 2009, na aldeia Jaguapirú Bororó, onde vivem.

(Heli Espíndola-Comunicação/SID)

COOPERIFA EXIBE O FILME "UTOPIA E BARBÁRIE", DE SILVIO TENDLER NO CINEMA NA LAJE

Cinema na laje é um espaço criado pela COOPERIFA e que acontece quinzenalmente às segundas-feiras para exibições de documentários e filmes alternativos de todas as partes do Brasil e do mundo, exibidos gratuitamente para a comunidade.Também criado principalmente para dar luz ao cinema produzido pelos jovensda região, e levar cidadania através da sétima arte. As exibições ficam por conta da Paco´s Vídeo.O cinema Paradiso da periferia também conta com um lanterninha vestido a caráter para dar um charme especial no projeto.

A Entrada é franca. A Pipoca é grátis. E a lua sincera.


CINEMA NA LAJE

Apresenta:

UTOPIA E BARBÁRIE, um filme de Silvio Tendler
"Histórias de nossas vidas ou ter 18 anos em 1968"

Dia 28 de junho (segunda-feira) 20hs30


Laje do Zé Batidão
Rua Bartolomeu dos Santos, 797 Chácara Santana
Periferia-SP
Inf. 83585965
www.colecionadprdepedras1.blogspot.com



Assista o trailler do filme:
http://www.youtube.com/watch?v=kcWucAUWQOA



Sobre o filme:

No dia 23 de abril, chega aos cinemas de todo o país e no dia 28 de junho no Cinema na laje o filme “Utopia e Barbárie”, mais novo trabalho do cineasta Silvio Tendler, que se debruçou nos últimos 20 anos sobre o projeto. Partindo da II Guerra Mundial, o filme faz uma revisão nos eventos políticos e econômicos, que desde a metade do século XX elevaram ao risco e até ao desaparecimento dos sonhos de igualdade, de justiça e harmonia, em busca de entender as questões que mobilizam esses dias tumultuados: a utopia e a barbárie.

“Utopia e Barbárie” é um road movie histórico que percorreu ao todo 15 países: França, Itália, Espanha, Canadá, EUA, Cuba, Vietnã, Israel, Palestina, Argentina, Chile, México, Uruguai, Venezuela e Brasil. Em cada um desses lugares, Tendler documentou os protagonistas e testemunhas da história, os apresentando de forma apartidária, mas sem deixar de trazer um pouco do olhar do cineasta, que completa 60 anos em 12 de março de 2010.

Nas telas, Silvio Tendler trafega por alguns dos episódios mais polêmicos dos últimos séculos, como as bombas de Hiroshima e Nagasaki, o Holocausto, a Revolução de Outubro, o ano de 1968 no mundo (Brasil, França, Chile, Argentina, Uruguai, dentre outros), a Operação Condor, a queda do Muro de Berlim e a explosão do neoliberalismo mais canibal que a História já conheceu.

O cineasta foi à procura dos sonhos que balizaram o século XX e inauguram o século XXI. Ao longo de quase duas décadas de trabalho, Silvio Tendler fez uma minuciosa pesquisa e reconstruiu parte da história mundial, através do olhar de personagens com abordagens e trajetórias distintas, que ajudaram a compor um rico painel de nossa época. O diretor entrevistou inúmeros intelectuais, como filósofos, teatrólogos, cineastas, escritores, jornalistas, militantes, historiadores, economistas, além de testemunhas e vítimas desses episódios históricos.

Os dramaturgos Amir Haddad, Augusto Boal e Zé Celso Martinez, a economista Dilma Rousseff, o escritor e jornalista Eduardo Galeano, o poeta Ferreira Gullar e o jornalista Franklin Martins foram alguns dos nomes que concederam ao filme emocionantes depoimentos. Diversas vítimas, testemunhas e sobreviventes também narraram suas trajetórias, como a argentina Macarena Gelman e a brasileira nascida em Havana, Naisandy Barret, ambas filhas de desaparecidos políticos, além do estrategista do exército vietnamita, General Giap.

Cineastas de vários países também contribuíram com suas visões, como Denys Arcand (Canadá), Amos Gitai (Israel), Gillo Pontecorvo (Itália), Fernando Solanas (Argentina), Hugo Arévalo (Chile), Marceline Loridan (França), Mohamed Alatar (Palestina), Shin Pei (Japão), além dos cineastas brasileiros Cacá Diegues, Sérgio Santeiro e Marlene França.

Orçado em R$ 1 milhão, o longa-metragem conta com a narração de Letícia Spiller, Chico Diaz e Amir Haddad. A trilha sonora, especialmente composta para o filme, é assinada por Caíque Botkay, BNegão, Marcelo Yuka e pelo grupo Cabruêra.

Sobre o diretor
Silvio Tendler é diretor de O Mundo Mágico dos Trapalhões, que fez um milhão e oitocentos mil espectadores; Jango, fez um milhão e Os Anos JK, oitocentos mil espectadores. Seu último longa-metragem, Encontro com Milton Santos, ficou entre os dez documentários mais vistos de 2007. Com seus filmes Silvio ganhou quatro Margaridas de Prata (prêmio dado pela CNBB), seis kikitos (Festival de Gramado) e dois candangos (Festival de Brasília).
fonte: www.cartamaior.com.br


sexta-feira, 18 de junho de 2010

FINAL DA COPA DA PAZ NESTE SÁBADO

A disputadíssima final da COPA DA PAZ 2010 no Paraisópolis acontece neste sábado.
Não perca!!

Palmeirinha X Vida Loka 16H.
Vila Fundão X Portuguesa do Paraisópolis no sábado a partir de 18H.







quinta-feira, 17 de junho de 2010

Show de MV BILL * Lançamento do CD "Causa e Efeito"


Show de MV BILL * Lançamento do CD "Causa e Efeito"
Abertura banda Mon Cher
e Coletivo Carioca de hip hop
Sexta-Feira, 25 de Junho de 2010, no Circo Voador, Rio de Janeiro.

MV Bill lança o seu quarto CD intitulado "Causa e Efeito".

O disco foi gravado no Rio de Janeiro e o próprio MV Bill assina a direção artística.

O novo álbum contou com a colaboração de diversos produtores do Brasil, entre eles o DJ KLJ dos Racionais MC's, e do exterior, o coletivo alemão Kingstrumentals.

O disco “Causa e Efeito” conta com participações especiais de Chuck D. (líder do grupo de Rap americano Public Enemy) na música "Transformação", que tem arranjos de violinos de DJ Luciano. A faixa "Cidadão Refém" trás a participação de Chorão (Charlie Brown Jr.). Assim como em trabalhos anteriores, MV Bill divide grande parte dos vocais com sua irmã KMILA CDD, e nesta forma inédita, apresenta uma faixa exclusiva com ela nos vocais intitulada "Kmila CDD ".


O CD estará sendo vendido no local por R$ 5.


A noite também traz a banda Mon Cher, banda mineira de música , onde cada indivíduo tem sua própria percepção sobre referência musical. Pelos contornos dos modelos atuais de música, tem como única regra, a liberdade musical, sem receitas, abrindo espaço para a criação de música intuitiva. Voltado para o formato de compartilhamento digital, a banda tem influência de Bossa com Rock e Samba num Pop New Wave, de mistura intuitiva. Desde 2008 a banda levanta a bandeira de referência e estilo.

http://www.myspace.com/monchermusic

O evento que promete ser uma noite eclética apresenta também DJ Roger Flex, Coletivo Hip Hop Carioca, VJ Léo Oliveira e muito mais.

Acompanhe mais informações no Blog www.mvbill.blogspot.com

Idealização Chapa Preta

Apoio Dom Produções Criativas


terça-feira, 15 de junho de 2010

OPNI e Mano Brown no video que tem o apoio da Rede Social oficial do Futebol

O Estilo de Jogo como Expressão da Nacionalidade(Drible).
Este video tem o apoio da Rede Social oficial do Futebol: http://www.kigol.com.br
Mano Brown, Vanderlei Luxemburgo, Neto e Flávio Prado contam histórias e seus diferentes pontos de vista sobre a o Futebol Brasileiro.
O video documental contém lances impressionantes de jogos de futebol e dos principais clubes de futebol do Brasil e da seleção brasileira. Grandes jogadas dos principais jogadores do futebol brasileiro, gols decisivos, dribles desconcertantes e lançamentos em profundidade.
O graffiti é da banca OPNI da ZL de SP http://www.grupoopni.com.br/ ou http://www.flickr.com/photos/opni/.

sábado, 12 de junho de 2010

Copa da Paz 2010

torcida organizada do Cantareira do Heliópolis - SALVE BUBU!
BANDEIRÃO DO 100 QUERER
BANDEIRÃO DO 100 QUERER SENDO ENROLANDO PELA TORCIDA
Portuguesinha do Paraisópolis - SALVE SEU ROBERTO!!
Cantareira do Heliópolis

HOJE: SEMI-FINAL DA COPA DA PAZ

Hoje a Copa da Paz chega a semi-final com dois jogos disputadíssimos:

VILA FUNDÃO X PALMEIRINHA - 16H
VIDA LOKA X PORTUGUESA DO PARAISÓPOLIS - 18H










sexta-feira, 11 de junho de 2010

FESTA LANÇAMENTO REVISTA RAÇA

UM MEIO OU UMA DESCULPA!

Por Roberto Shinyashiki

“Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem.

Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial.

Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente, ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

O mundo não está nem aí, se você está cansado ou triste, ele não pára. E quem vive lamentando ou reclamando da vida nunca vai conseguir chegar a lugar nenhum. A realização de um sonho depende de dedicação.

Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está. Na verdade a ilusão é combustível dos perdedores, pois...

Quem quer fazer alguma coisa, encontra UM MEIO.

Quem não quer fazer nada, encontra UMA DESCULPA.

E isso Vale pra tudo na Vida"

quarta-feira, 9 de junho de 2010

"Violência Institucional e o Estado Racista: as Ações da Polícia no Estado de São Paulo"



A população negra tem sido historicamente vítima da violência policial, mas nunca ficou indiferente ou passiva diante dessa situação.

Há uma lógica de extermínio nem sempre verbalizada mas constantemente presente nas ações da polícia, como mostram, por exemplo, as recentes mortes de motoboys ocorridas em São Paulo, que repetem a morte de outros jovens; podemos recordar Robson Silveira da Luz, por exemplo, mas todos os dias há vítimas das quais talvez nunca iremos ouvir falar.

Além disso, os jovens negros, especialmente os de periferia, são o "alvo" preferencial nas revistas policiais e não raramente são submetidos a situações de humilhação.

Nesse sentido é importante essa audiência pública que irá ocorrer na Assembleia Legislativa de SP, convocada pela Frente Parlamentar de Promoção da Igualdade Racial da Alesp e pelos movimentos negros e sociais:

"Violência Institucional e o Estado Racista: as Ações da Polícia no Estado de São Paulo"
dia 09 de junho de 2010 - quarta-feira
Local: Plenário Paulo Kobayashi - Prédio Novo - ALESP
Horário: das 14h30 às 17h30

terça-feira, 8 de junho de 2010

Copa da Paz 2010 - Semi-Final


portuguesa X cantereira do heliópolis
palmeirinha na década de 80

















HORÁRIOS JOGOS SEMI-FINAL
PORTUGUESA X VIDA-LOKA - 16H
VILA FUNDÃO X PALMEIRINHA - 18H
*Não perca no próximo sábado a semi-final da Copa da Paz.
A chapa vai ferver no "Morumbi da Comunidade do Paraisópolis".
Infelizmente, equipes representativas para o cenário varzeano não tiveram um bom desempenho, o que causou até surpresa.
Em nome da organização, agradecemos a todas elas pela participação e dedicação. Sem a participação destas equipes a festa e o campeonato não seria tão bonita e representativa pra várzea.
Não desanimem, 2011 tá aí, com certeza daremos continuidade a este lindo e emocionante projeto que movimento toda a comunidade e o cenário varzeano.
Mas futebol é isso mesmo: uma caixa de surpresa.

MUITO OBRIGADA, MUITO OBRIGADA!!

CINEMA NA LAJE APRESENTE: FAVELA RISING



Cinema na laje é um espaço criado pela COOPERIFA e que acontece quinzenalmente às segundas-feiras para exibições de documentários e filmes alternativos de todas as partes do Brasil e do mundo, exibidos gratuitamente para a comunidade.
Também criado principalmente para dar luz ao cinema produzido pelos jovens da região, e levar cidadania através da sétima arte. As exibições ficam por conta da Paco´s Vídeo.
O cinema Paradiso da periferia também conta com um lanterninha vestido a caráter para dar um charme especial no projeto.
A Entrada é franca. A Pipoca é grátis. E a lua sincera.

CINEMA NA LAJE

Documentário "FAVELA RISING" de Jeff Zimbalist e Matt Mochary
.Produção americana, filmada no Brasil, conta a história de Anderson Sá, que assombrado pela morte de familiares e amigos,
torna-se um revolucionário social na favela mais temida do RJ: a de Vigário Geral.
Abertura: Vídeo-Literatura/Projeto experimental
Experiência áudio-visual dos escritores da Associação Cultural Literatura no Brasil - Suzano.
Presença do escritor Sacolinha

Dia 14 de junho 20h
Laje do Zé Batidão
Rua Bartolomeu dos Santos, 797 Chácara Santana
Periferia-SP
Inf. 83585965
www.colecionadordepedras1.blogspot.com

Sinopse:
FAVELA RISING
O filme mostra como a música e a cultura das classes baixas do Brasil tornam-se catalisadoras de uma mudança social radical. Mas acima de tudo, Favela Rising é uma história sobre uma comunidade que funciona.

Favela Rising documenta um homem e um movimento, uma cidade dividida e uma favela unida. Assombrado pela morte de familiares e muitos de seus amigos, Anderson Sá é um revolucionário social na favela mais temida do Rio de Janeiro: a de Vigário Geral.

Através do hip-hop, o ritmo das ruas, e da dança afro-brasileira ele organiza sua comunidade na luta contra a opressão violenta gerada pelos jovens exércitos das drogas. Mas, no auge da luta, justamente quando a mobilização da comunidade está superando todas as expectativas e o movimento Afro Reggae, o qual Anderson faz parate, está no auge do sucesso, um trágico acidente ameaça silenciar o movimento para sempre.

Estréi vídeo-clipe Arcanjo Ras na MTV: nova data e Ha Ha Ragga neste sábado

Amanhã estréia na MTV Brasil o novo Video de Arcanjo Ras "Dance Inna Hall/Guradião do Trono" Link do Video na MTV.
É mais uma pro Ragga nacional ! http://music.mtv.uol.com.br/artista/ras__arcanjo/videos/520334/dance_inna_hall__guardio_do_trono

E sábado tem a Tradicional festa de Ragga de São Paulo "Ha Ha Ragga"!!!


segunda-feira, 7 de junho de 2010

TERÇAS-FEIRAS DE SAMBA NO GRAZIE A DIO!

Quinteto em Branco e Preto e Serginho Meriti com o Samba da Laje se revezam e esquentam as noites na famosa casa da Vila Madalena.


Dez anos de sucesso, sempre abrindo espaço para os mais diversos estilos musicais e lançando artistas que hoje são conhecidos em todo o Brasil e no mundo. Sempre renovando, o Grazie a Dio! passou recentemente por uma reforma que ampliou possibilidades para artistas e público. E dentro dessa nova perspectiva, traz novidades também na sua programação.

No mês de junho, em parceria com a Boia Fria Produções e a CASA8 Comunicação Integrada, o Grazie a Dio! abre suas portas para três grandes nomes do nosso samba. Dando início ao projeto, na próxima terça-feira (8/6), quem sobe ao palco da casa é o Quinteto em Branco e Preto, que assume o palco novamente no dia 22/6. E nos dias 15 e 29/6, o carioca Serginho Meriti se apresenta acompanhado dos paulistanos do Samba da Laje.

Sobre o Quinteto em Branco e Preto: Considerado pela crítica como “o mais importante conjunto da nova geração do samba”, o Quinteto em Branco e Preto é formado por jovens músicos e cantores da periferia de São Paulo. Já dividiu o palco com nomes como: Beth Carvalho (madrinha do conjunto), Maria Rita, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Danilo Caymmi, Nelson Sargento, Dudu Nobre, Zélia Duncan, Mônica Salmaso, Noite Ilustrada, Demônios da Garoa, Paulo César Pinheiro, Wilson Moreira, Jamelão, Arlindo Cruz, Germano Mathias, Jair Rodrigues, Leci Brandão, Jorge Aragão, João Nogueira, entre outros. Com três discos próprios e inúmeras participações, o Quinteto em Branco e Preto traz ao palco do Grazie a Dio! tradição e originalidade na sua melhor forma.


Sobre Serginho Meriti: Sérgio Roberto Serafim é carioca de São João de Meriti, onde foi batizado Serginho Meriti. Nos anos 70, junto com Jorge Ben, fundou o conjunto Copa 7 e os Devaneios, com quem lançou dois LPs. Por meio de seu padrinho musical, Roberto Menescal, em 1989 foi para a gravadora Polygram e virou sucesso. São mais de 1.000 composições, 700 músicas gravadas por nomes como Zeca Pagodinho, Alcione, Almir Guineto, Bebeto, Bezerra da Silva, Arlindo Cruz, Leandro Sapucahy, Maria Rita, Martinho da Vila, Marcelo D2, Seu Jorge, O Rappa, Exaltasamba, entre outros. Algumas de suas composições entraram para a história da MPB, como "Quando Eu Cantar" (que ficou conhecida como "Iáiá Iáiá"), gravada por Zeca Pagodinho, e "Negra Ângela", na voz de Neguinho da Beija-Flor, além do “hino do penta”, "Deixa a Vida me Levar", gravado por Zeca Pagodinho e ganhador do Grammy Latino em 2003.


Sobre o Samba da Laje: Surgido há mais de 10 anos, o Samba da Laje reúne todo último domingo do mês cerca de duas mil pessoas para uma grande roda de samba com feijoada na Vila Santa Catarina, zona sul de São Paulo. O repertório vai de Noel Rosa a Zeca Pagodinho, e é no clima que fez sua boa fama em toda a cidade que o Samba da Laje vem acompanhar o carioca Serginho Meriti nas noites do Grazie a Dio!


Show de MV BILL: Lançamento do CD "Causa e Efeito"


Abertura banda Mon Cher e Coletivo Carioca de hip hop
Sexta-Feira, 25 de Junho de 2010, no Circo Voador, Rio de Janeiro.

O disco foi gravado no Rio de Janeiro e o próprio MV Bill assina a direção artística.
O novo álbum contou com a colaboração de diversos produtores do Brasil, entre eles o DJ KLJ dos Racionais MC's, e do exterior, o coletivo alemão Kingstrumentals.

O disco “Causa e Efeito” conta com participações especiais de Chuck D. (líder do grupo de Rap americano Public Enemy) na música "Transformação", que tem arranjos de violinos de DJ Luciano. A faixa "Cidadão Refém" trás a participação de Chorão (Charlie Brown Jr.). Assim como em trabalhos anteriores, MV Bill divide grande parte dos vocais com sua irmã KMILA CDD, e nesta forma inédita, apresenta uma faixa exclusiva com ela nos vocais intitulada "Kmila CDD ".


O CD estará sendo vendido no local por R$ 5. (PREÇO JUSTO)

A noite também traz a banda Mon Cher, formada em 2005, voltado para o formato de compartilhamento digital. Projeto calcado por influência de Bossa com Rock e Samba num Pop New Wave, de mistura intuitiva.

http://www.myspace.com/monchermusic

O evento que promete ser uma noite eclética apresenta também DJ Roger Flex, Coletivo Hip Hop Carioca, VJ Léo Oliveira e muito mais.

sábado, 5 de junho de 2010

Rappinhood se torna vice-presidente da Imperador do Ipiranga

Novidade: Rappinhood é o novo vice-presidente da Escola de Samba Imperador do Ipiranga, onde o rapper já desfila há alguns anos.
A participação do MC da Vila Arapuá (que tem o samba como forte influência nos seus raps e já fez diversas parcerias com artistas do gênero) na diretoria da Escola já está rendendo uma boa movimentação, prova disso, é o show do Arlindo Cruz, que acontece no dia dos namorados, na Quadra da Escola.
Salve Rauls (Vai Corinthians!!) e Salve Hood!! Boa sorte na nova empreitada!